fbpx
O que são os bancos de dados?

Todo mundo sabe que suas informações pessoais estão inseridas em inúmeras bancos de dados: número de telefone, endereço, compras no cartão de crédito, histórico de buscas. No entanto, apesar de ser um termo muito comum, relativamente antigo e muito presente em nossas vidas, nem todo mundo consegue encontrar uma definição e explicar bem o que são bancos de dados, não é verdade?  Eles são como estruturas invisíveis que estão nos bastidores das nossas vidas e fazem o mundo informatizado funcionar como o conhecemos.

É muito comum associarmos bancos de dados a arquivos. No entanto, quando falamos em arquivo, imediatamente nos vem à mente a imagem de uma sala empoeirada, com pouca iluminação, com paredes cobertas do chão ao teto de pastas cheias de papéis antigos. Mas todos nós sabemos que esta não é mais a realidade. Se no passado as empresas guardavam todas as suas informações em de forma física, o surgimento dos computadores e sua evolução possibilitaram que todos esses arquivos fossem digitalizados e assim surgiram os bancos de dados, que rapidamente se tornaram o núcleo dos sistemas de informação.

Neste texto, vamos te ajudar a compreender melhor o que são bancos de dados, as suas diferentes formas e seus diferentes usos. Vamos lá?

Dados x Informações

Segundo a definição da Wikipedia, bancos de dados são “coleções de dados que se relacionam de forma a criar um sentido”.

Esta definição, no entanto, é muito ampla e poderia abarcar todo e qualquer sistema que reuna dados (a lista telefônica da sua avó, ou o controle de vendas do mercado da equina).

bancos de dados e python
Um SGDB armazena dados de maneira organizada, consistente e protegida para que seja possível extrair delas informações | Imagem por Freepik

Os bancos de dados que estamos falando são sistemas que armazenam informações de maneira organizada, consistente e protegida.

Esse gerenciamento se dá através do Sistema de Gerenciamento de Bancos de Dados (SGBD) que permite que dados sejam acrescentados, excluídos e acessados conforme a necessidade.

Nós podemos entender o SGDB como um software que faz a intermediação entre os dados e o usuário.

Para entender o funcionamento de um banco de dados, no entanto, é necessário perceber a diferença de um dado e uma informação: dados são fatos não interpretados, em sua forma primária e ainda desprovidos de sentido.

Já uma informação é feita através da organização desses dados primários de modo que gerem conhecimento.

Assim, um banco de dados é um sistema que estrutura os dados e os metadados (dados sobre um determinado dado) para permitir a extração de informações.

Organização de bancos de dados

Existem duas formas principais de organização de bancos de dados: relacional e não-relacional. Os primeiros são criados com orientação a conjuntos e por isso suas informações são organizadas em tabelas, integrando as colunas e linhas. Assim, nas colunas temos a categorização dos dados e nas linhas sua descrição. Este modelo é o mais utilizado e é ideal em cenários de pouca complexidade porque os dados podem ser recuperados rapidamente. A linguagem de manipulação utilizada é a SQL (da sigla em inglês Structured Query Language, Linguagem de Consulta Estruturada, em português).

O segundo modelo de organização, o não relacional, é utilizado para armazenamento de dados mais complexos e aqueles que não podem ser tabulados, como imagens e mapas, ou dados mistos.

Sua maior vantagem é que, como não existe associação prévia entre as informações, é mais fácil realizar alterações ou exclusões do seu conteúdo. Possui alta performance e mantém todos os registros em um único ambiente, utilizando a linguagem, NoSQL (Not Only SQL).

Tipos de bancos de dados

São várias as opções de bancos de dados e conhecê-los é a melhor maneira de escolher o que melhor se adapta às suas necessidades | Imagem por Freepik

Existe uma grande variedade de bancos de dados para cada uma das duas categorias. Aqui, falaremos dos três mais usados, explicando suas características gerais e suas vantagens.

Oracle

Lançado em 1980, é provavelmente o banco de dados relacional mais utilizado do mercado. Suas principais vantagens são sua segurança e capacidade de gerenciar um grande volume de dados. Roda no Windows e no Linux, no entanto, é pesado e exige um hardware poderoso.

SQL Server

Criado pela Microsoft em 1989, o SQL é ideal para quem usa os pacotes de programas da empresa, especialmente o Excel, por possui várias ferramentas úteis de integração.

Trabalha com sistema de criptografia para garantir a segurança e trabalha com uma variação da SQL, a Transact-SQL. No entanto, passou anos rodando apenas no Widowns e por isso perdeu bastante espaço no mercado.

MySQL

O grande diferencial do MySQL é o fato de ele ser um banco de dados relacional de código aberto, possuindo licença de software livre.

É fácil de usar e tem um alto nível de segurança, além de ser facilmente integrado com o PHP dos pacotes de hospedagem mais comuns.

É utilizado por empresas como por exemplo:

  • Facebook;
  • Google;
  • Nasa.

Bancos de dados e Python

Como já explicamos neste post, Python é a linguagem ideal para quem deseja trabalhar com dados, tanto no seu gerenciamento, quanto na sua análise. Por ser uma linguagem acessível, portátil e com sintaxe de legibilidade intuitiva, o Python é a linguagem ideal para qualquer projeto de grande complexidade.

Através do Python você pode acessar vários gerenciadores de bancos de dados, bastando para isso instalá-los no seu computador. Neste post, contaremos tudo o que você precisa saber sobre o uso do Python para bancos de dados. Não deixe de conferir!

E se você ainda não usa Python no seu dia a dia, não deixe de conferir todas as vantagens dessa linguagem que tem o crescimento mais acelerado do mercado, marcando presença cada vez maior em todas as principais grandes empresas de tecnologia.

Nós aqui da ByLearn temos o treinamento mais completo do mercado, atualizações constantes e a melhor seleção de materiais didáticos feita especialmente para você.

Com nosso curso Python completo – de Júnior a Sênior  você vai aprender tudo o que precisa para começar a programar usando Python, contando com a melhor equipe de apoio pedagógico, aberta e disposta a compartilhar novas ideias e soluções.

Se você quer ter um gostinho do estilo ByLearner de ensinar, não deixe de baixar gratuitamente nosso e-book exclusivo, Boas Práticas com Python, e elevar o nível do seu código.

Boas Práticas com Python

Baixe agora nosso e-book completo e totalmente gratuito

Gostou do nosso conteúdo? Tem sugestões para os próximos tópicos? Deixe um comentário abaixo e não se esqueça de nos seguir em nossas redes sociais e assinar a nossa newsletter 😊

Tags: | | | | |

Newsletter

Se inscreva na nossa Newsletter para receber as principais novidades da ByLearn

Não enviamos spam. Seu e-mail está 100% seguro!

Este site utiliza Cookies e Tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência. Ao utilizar nosso site você concorda que está de acordo com a nossa Política de Privacidade.