fbpx
O que é um código Open Source?

Nós já falamos aqui que uma das principais vantagens do Python é o fato de ele ser uma linguagem com código open source. Isso faz com que todos os seus documentos estejam disponíveis on-line, com acesso livre e muitas vezes em português. Além dessa documentação oficial e dos registros de desenvolvimentos e testes, há muito material didático, guias, tutoriais e outros conteúdos digitais de acesso gratuito. Mas o que significa exatamente o termo open source?

código open source
Open source é um código-fonte que pode ser modificado e adaptado pelos seus usuários | Imagem por Freepik

Open source é um termo em inglês que é traduzido como código aberto. Um software de código aberto é aquele liberado com código-fonte regido por uma licença específica para os usuários finais, que podem modificá-lo e adaptá-lo para diversos fins. Na grande maioria dos casos, esses códigos são compartilhados on-line pelos próprios desenvolvedores e qualquer pessoa pode ter acesso a eles.

No entanto, o conceito de código open source envolve também uma filosofia especial por trás, um modelo de desenvolvimento colaborativo, que passa a contar com ajuda em rede para aprimoramentos e solução de problemas. Esta visão representa uma lógica alternativa e menos hierárquica dentro do mercado de software, onde os usuários são tratados como codesenvolvedores.

Uma breve história do código Open Source

O termo open source foi criado em 1998 por Eric Raymond, membro da OSI (Open Source Iniciative, Iniciativa pelo Software Aberto). Dedicada a promover as licenças de código aberto, a OSI não só tem como principal função certificar os softwares lançados com este modelo de licença, como também de promover a divulgação das vantagens econômicas e tecnológicas do código aberto.

As discussões sobre o código aberto e suas vantagens levaram a uma reinterpretação dos direitos autorais, revolucionando o modo de produção da indústria do software e levando à criação de comunidades engajadas na defesa da ideia do compartilhamento e da força da inteligência coletiva.

A revolução foi tão grande que se pode dizer que atualmente o conceito de código open source se expandiu do mundo da informática para outros campos e passou a significar um conjunto de valores que incentivam a cooperação entre pessoas. Colaboração, troca de informações, transparência e trabalho coletivo para chegar a ideias de ajudem a todos a solucionar problemas: são ideias que passaram a ser usadas muito longe do universo de desenvolvimento de programas de computadores e entraram nas salas de aula, no direito, no universo da saúde.

Códigos abertos: Colaboração, troca de informações, transparência e trabalho coletivo para chegar a ideias de ajudem a todos a solucionar problemas | Imagem por Freepik

O que faz um código open source?

Uma das funções da Iniciativa pelo Software Aberto é licenciar softwares com o selo open source, garantindo que eles respeite a filosofia de liberdade e colaboração defendida pela organização.

Na página do Software Livre Brasil é possível encontrar a tradução em português dos dez mandamentos do código open source, que compilamos aqui para vocês:

1. Distribuição livre

A licença não deve restringir de nenhuma maneira a venda ou distribuição do programa gratuitamente, como componente de outro programa ou não.

2. Código fonte

O programa não só deve incluir seu código fonte com também deve permitir a sua distribuição também na forma compilada. Se o programa não for distribuído com seu código fonte, deve haver algum meio de se obter o mesmo seja via rede ou com custo apenas de reprodução. O código deve ser legível e inteligível para qualquer programador.

3. Trabalhos Derivados com o código open source

A licença deve permitir modificações e trabalhos derivados, e deve permitir que eles sejam distribuídos sobre os mesmos termos da licença original.

4. Integridade do autor do código fonte

A licença pode restringir o código fonte de ser distribuído em uma forma modificada apenas se a licença permitir a distribuição de arquivos patch(de atualização) com o código fonte para o propósito de modificar o programa no momento de sua construção. A licença deve explicitamente permitir a distribuição do programa construído a partir do código fonte modificado. Contudo, a licença pode ainda requerer que programas derivados tenham um nome ou número de versão diferentes do programa original.

5. Não discriminação contra pessoas ou grupos

A licença não pode ser discriminatória contra qualquer pessoa ou grupo de pessoas.

6. Não discriminação contra áreas de atuação

Além disso, licença não deve restringir qualquer pessoa de usar o programa em um ramo específico de atuação. Por exemplo, ela não deve proibir que o programa seja usado em uma empresa, ou de ser usado para pesquisa genética.

7. Distribuição da Licença

Os direitos associados ao programa devem ser aplicáveis para todos aqueles cujo o programa é redistribuído, sem a necessidade da execução de uma licença adicional para estas partes.

8. Licença não específica à um produto

Os direitos associados ao programa não devem depender que o programa seja parte de uma distribuição específica de programas. Se o programa é extraído desta distribuição e usado ou distribuído dentro dos termos da licença do programa, todas as partes para quem o programa é redistribuído devem ter os mesmos direitos que aqueles que são garantidos em conjunção com a distribuição de programas original.

9. Licença não restrinja outros programas

A licença não pode colocar restrições em outros programas que são distribuídos juntos com o programa licenciado. Isto é, a licença não pode especificar que todos os programas distribuídos na mesma mídia de armazenamento sejam programas de código aberto.

10. Licença neutra em relação à tecnologia

Nenhuma cláusula da licença pode estabelecer uma tecnologia individual, estilo ou interface a ser aplicada no programa.

Qual tal aprender a programar com a linguagem com código open source que mais cresce no mercado de trabalho?

Python é uma linguagem robusta que oferece interoperabilidade com suporte multiplataforma com uma sintaxe simples, enxuta e intuitiva. Por ser um código open source, possui documentação aberta, rica e detalhada, toda disponível on-line, o que significa rapidez no aprendizado e uma grande rede de usuários para troca de soluções. Aliás, se trata de uma linguagem que vem crescendo cada vez mais em popularidade no mercado, estando presente em todas as gigantes de tecnologia e sendo empregada em áreas cada vez mais diversas.

Por fim, para entrar nesta grande comunidade colaborativa e, ao mesmo tempo, se reinventar profissionalmente, nada melhor do que fazer no nosso curso Python completo – de Júnior a Sênior . Conosco você aprender tudo o que precisa sobre o Python, começando com uma completa introdução, passando pelos processos de instalação e configuração e finalizando com um módulo de tratamento de erros e exceções. Nós fazemos atualizações constantes e colocamos à disposição um material didático reunido especialmente para você, com apostilas e livros oficiais

Além disso, aqui nós temos uma grande seleção de conteúdo gratuito para você entrar nesta grande comunidade. Você já conhece o nosso ebook gratuito sobre boas práticas na programação com Python?

Boas práticas com Python

Baixe aqui nosso e-book completamente grátis

Newsletter

Se inscreva na nossa Newsletter para receber as principais novidades da ByLearn

Não enviamos spam. Seu e-mail está 100% seguro!

Este site utiliza Cookies e Tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência. Ao utilizar nosso site você concorda que está de acordo com a nossa Política de Privacidade.