fbpx
Entenda as principais diferenças entre Python 2 e Python 3

Embora até meados de 2018 ainda existisse alguma discussão sobre qual versão de Python valia mais a pena aprender, agora não há mais dúvidas:

Python 3 é o grande vencedor para qualquer programador que queira começar a trabalhar com a linguagem ou para aqueles mais experientes que querem aperfeiçoar suas habilidades.

Neste texto, vamos te ajudar a entender as diferenças entre Python 2 e Python 3. Vamos lá?

Python 2: uma linguagem obsoleta

Python 2 foi o padrão da linguagem por muito tempo, mas desde janeiro deste ano ele é considerado uma linguagem legado (estado EOL, End Of Life, fim de vida).

Desse modo, não receberá mais atualizações ou contará com um sistema para correção de erros, tendo todo o seu suporte interrompido.

Esta descontinuidade está sendo planejada há mais de uma década e estava planejada inicialmente para acontecer em 2014.

Desde então, a maioria das bibliotecas já atualizou os seus códigos e as grandes empresas de tecnologia já fizeram a migração.

Primeiro lançamento Python a quebrar intencionalmente a compatibilidade com versões anteriores, o Python 3 traz melhorias que tornam a sua sintaxe ainda mais legível | Imagem por Freepik

Lançado em 2008, a versão 3.0 é o primeiro lançamento Python que quebra intencionalmente a compatibilidade com versões anteriores e apresenta muito mais mudanças do que os lançamentos anteriores.

Segundo o grande criador da linguagem, Guido van Rossum, o objetivo era fazer uma bela faxina no Python 2.x, tornando-o mais potente, mais prático e mais fácil de aprender.

Além do acréscimo de vários recursos novos, como classes de dados, async e interpolação de valores dentro de strings, foram corrigidos inúmeros recursos.

Dentre as maiores diferenças entre Python 2 e Python 3 perceptíveis à primeira vista estão a incorporação de padrões de strings Unicode e função de impressão.

Principais diferenças entre Python 2 e Python 3

Por conta do espaço, apresentaremos aqui somente as mais significativas diferenças entre Python 2 e Python 3.

Você pode obter mais detalhes sobre as novidades do Python 3 neste texto (em inglês) escrito pela próprio Guido van Rossum.

Função Print

Esta é talvez a mais conhecida das diferenças entre Python 2 e Python 3: a instrução de “impressão” (mostrar dados na tela) do Python 2 foi substituída pela função print() no Python 3.

Assim, o que era uma instrução passa a ser uma função, que substitui a maioria da sintaxe especial necessária para realizar uma impressão anteriormente.

Os parênteses tornam-se, então, obrigatórios.

Portanto, a função

print ‘Oi, ByLearners’

Não é mais compatível com o Python 3 e precisa ser reescrita para

Print (‘Oi, ByLearners’)

Divisão Inteira

Na versão 2 do Python, se você escreve um número sem nenhum dígito na casa decimal, o cálculo vai ser arredondado para o próximo número inteiro menor.

Por exemplo, o resultado da divisão de 7/2 será 3.

Para ter a divisão exata, 2,5, é preciso digitar 7.0 / 2.0.

No entanto, no Python 3, o resultado da divisão 7/2 será 3,5, tornando a sintaxe ainda mais intuitiva e facilita não só o aprendizado da linguagem, mas também a vida do desenvolvedor.

Suporte Unicode

Enquanto no Python 2 as strings são ASCII por padrão, no 3 o padrão é Unicode e as sequências de bytes devem estar prefixadas por b.

Operações de Comparação

Essa também é uma das diferenças entre Python 2 e Python 3: a simplificação dos comandos de operação de comparação.

Iteração

A função xrange() que realizava as iterações no Python 2 não existe na versão mais nova e foi substituída pela função range(). 

A mudança é especialmente significativa se você precisa realizar uma iteração dentro da mesma sequência inúmeras vezes.

Além disso, inúmeras funções built-in, que antes tinham como retorno listas, agora apresentam iteradores.

Modo de correção de erros

Esta é uma mudança pequena quando comparada as duas versões, no entanto, é digna de menção:

No Python 3, é necessário digitar o comando “as” no modo de correção de erros.

Mudanças de Sintaxe

Em relação à sintaxe, há também algumas diferenças entre Python 2 e o Python 3 para torná-la ainda mais legível e intuitiva.

Não apenas alguns comandos foram mudados, mas há também uma série de acréscimos e supressão de sintaxe.

Para saber tudo o que mudou, acesse aqui a documentação oficial.

Sabendo disso, ainda devo utilizar o Python 2?

A resposta para esta questão é simples: não!

Sempre que possível, você deve utilizar o Python 3, deixando a utilização do Python 2 somente para os cada vez mais raros casos em que não é possível utilizar a versão mais recente da linguagem.

Lembre-se que o Python 2 está no final de sua vida, não possui mais suporte, sistema de correção de erros ou atualizações, além de que a maior parte da documentação disponível está sendo atualizada para o Python 3.

Mesmo que você esteja trabalhando com um código base em Python 2, é possível utilizar o Python 3, já que ambos rodam juntos sem nenhum problema.

Aprendendo Python

diferenças entre python 2 e python 3
Aprender Python 3 é uma excelente maneira de abrir portas no mercado de trabalho | Imagem por Freepik

Neste ponto, você provavelmente já entendeu que Python 3 é a escolha correta para quem quer começar a aprender a linguagem que mais cresce no mercado de trabalho de desenvolvimento de software.

Nós aqui da ByLearn temos o curso mais completo do mercado, Python completo – de Júnior a Sênior.

O curso é uma excelente escolha tanto para desenvolvedores iniciantes com objetivo de aprender sua primeira linguagem de programador.

Profissionais experientes que procuram renovar o repertório e abrir novas oportunidades também não estão de fora.  

Nós contamos com a melhor seleção de materiais, você aprenderá tudo sobre o Python 3, além de contar com a melhor equipe de apoio pedagógico.

Nossa equipe é sempre aberta e disposta a compartilhar novas ideias e soluções.

Conosco você vai ver desde uma completa introdução, passando pelos processos de instalação e configuração e chegando, até um módulo de tratamento de erros e exceções.

Nosso curso conta com atualizações constantes e um material didático reunido especialmente para você, com apostilas e livros oficiais.

Você pode ter uma amostra da qualidade do nosso material didático baixando o nosso e-book Boas Práticas com Python.

Desse modo, terá um treinamento completo que vai te ensinar a elevar o nível do seu código.

Boas Práticas com Python

Baixe aqui nosso e-book completo e totalmente gratuito

O que você achou do nosso conteúdo? Tem sugestões para os próximos tópicos? Deixe um comentário para gente e não esqueça de nos seguir nas redes sociais e assinar a nossa newsletter para não perder nada!

Tags: | |

Newsletter

Se inscreva na nossa Newsletter para receber as principais novidades da ByLearn

Não enviamos spam. Seu e-mail está 100% seguro!

Este site utiliza Cookies e Tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência. Ao utilizar nosso site você concorda que está de acordo com a nossa Política de Privacidade.